quinta-feira, 4 de maio de 2017

Opinião | "Vida Roubada", de Adam Johnson


Título: Vida Roubada
Autor(a): Adam Johnson
Editora: Saída de Emergência
N.º de Páginas: 480 páginas
Edição: 2014
Temática/Género: Literatura/Romance


Prémio Pulitzer 2013

Sinopse:
Jun Do é o filho atormentado de uma cantora misteriosa e de um pai dominante que gere um orfanato. É nesse orfanato que tem as suas primeiras experiências de poder, escolhendo os órfãos que comem primeiro e os que são enviados para trabalhos forçados. Reconhecido pela sua lealdade, Jun Do inicia a ascensão na hierarquia do Estado e envereda por uma estrada da qual não terá retorno. 

Considerando-se "um cidadão humilde da maior nação do mundo", Jun Do torna-se raptor profissional e terá de resistir à violência arbitrária dos seus líderes para poder sobreviver. Mas é então que, levado ao limite, ousa assumir o papel do maior rival do Querido Líder Kim Jon Il, numa tentativa de salvar a mulher que ama, a lendária atriz Sun Moon.



Em parte thriller, em parte história de amor, Vida Roubada é um retrato cruel de uma Coreia do Norte dominada pela fome, corrupção e violência. Mas onde, estranhamente, também encontramos beleza e amor.


Opinião:
Decidi que queria ler este livro quando li uma entrevista a este autor ao jornal "Observador" aquando da sua participação no Festival Literário do Funchal em Março deste ano. Já conhecia o livro, mas por alguma razão que desconhecia, nunca peguei nele. Já li alguns livros sobre a Coreia do Norte. Contudo, sempre foram livros de não-ficção. Este é o primeiro romance (embora com facto reais). Por isso a expectativa era elevada. 

Este livro está escrito de uma forma peculiar. Com uma narrativa algo complexa e um pouco descritiva. A leitura da primeira parte do livro foi um pouco lento, devido ao estilo de narrativa. No entanto, a segunda parte é uma "lufada de ar fresco" em termos de escrita. Mais fluída e interessante.

Este tema agrada-me. Gosto de histórias fortes. Esta é uma sociedade oprimida, com hábitos e costumes próprios e, talvez, um pouco incompreensíveis da nossa parte. Este livro pretende retratar a fragilidade humana perante estas condições. 

Recomendo para goste do tema e deste género de narrativa.

Nota:
Entrevista do autor ao jornal "Observador" sobre este livro. 



Este livro foi-me disponibilizado pela Editora Saída de Emergência em troca de uma opinião honesta.

Para mais informações sobre o livro ver aqui.



8 comentários:

  1. Olá, Isaura,
    Já tive oportunidade de comprar o livro, mas como pouco ou nada tinha lido sobre ele, não me convenceu. A tua opinião sim ;D fiquei bem curiosa, até porque a Coreia do Norte me faz uma certa "comichão" e gostava de começar a ler sobre eles...

    beijnhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Su,
      Este não é o primeiro livro que li sobre a Coreia do Norte. Daí a minha curiosidade com o livro. E por isso vale a pena.
      Depois vou querer saber a tua opinião.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  2. Olá,

    Um livro que gostei muito, recomendo a sua leitura sem duvida :)

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      É livro bom, sem dúvida.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  3. Olá Isaura
    Tenho muita curiosidade para ler este livro :)
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      Dá-lhe uma oportunidade. Pode ser que gostes. O tema é muito interessante.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  4. Olá Isa,
    Confesso que, na altura, o livro me passou ao lado mas conseguiste-me deixar curiosa.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Pode ser que gostes ;) experimenta.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar