segunda-feira, 7 de março de 2016

Opinião | "Quando Nietzche Chorou", de Irvin D. Yalom


Nome: Quando Nietzche Chorou
Autor(a): Irvin D. Yalom
Editora: Saída de Emergência
Edição: 2009
N.º Páginas: 324 páginas





Sinopse:
Friederich Nietzsche, o maior filósofo da Europa, está no limite de um desespero suicida, incapaz de encontrar cura para as insuportáveis enxaquecas que o afligem. Josef Breuer, médico distinto e um dos pais da Psicanálise, aceita tratar o filósofo com uma terapia nova e revolucionária: conversar com Nietzsche e, assim, tornar-se um detective na sua cabeça. Pelas ruas, cemitérios e casas de chá da Viena do séc. XIX, estes dois gigantes do seu tempo vão conhecer-se um ao outro e, fundamentalmente, conhecer-se a si próprios.E no final não é apenas Nietzsche que exorciza os seus fantasmas. Também Breuer encontra conforto naquelas sessões e descobre a razão dos seus próprios pesadelos, insónias e obsessões sexuais.Quando Nietzsche Chorou funde realidade e ficção, ambiente e suspense, para desvendar uma história superior sobre amor, redenção e o poder da amizade.


Opinião:
Vou começar esta minha opinião por dizer que o que mais me atraiu neste livro foi a capa. Linda, na minha opinião. E depois, quando peguei nele, fiquei muito curiosa com a história. 

Já conhecia este livro há algum tempo (assim como outros do mesmo autor), mas só agora tive a oportunidade em o ler. Foi-me oferecido pela editora Saída de Emergência aquando da minha ida ao programa "Faz Sentido", na Sic Mulher, no dia 22 de Fevereiro, no sentido de sugerir livros sobre os grandes pensadores do nosso tempo. 

Foi uma descoberta fantástica. Tudo o que possa dizer acerca deste livro é pouco. O autor é psiquiatra e isso é muito transparente no seu discurso. Contudo, a subtileza com que aborda assuntos que para muitos podem ser aborrecidos é fantástica e maravilhosa. 

Engane-se quem pensa que não vai perceber ou não gostar deste livro porque não gosta de filosofia ou psicologia. Nada disso! Discurso claro, uma linguagem subtil e leve, com diálogos fantásticos, de tirar apontamentos num bloco de notas, sem parar.

A ideia do autor transformar-se Nietzche num terapeuta foi fantástica. Esta troca de papéis enriqueceu muito o livro e a premissa desta história. 

Muito queria dizer sobre este livro, mas não quero estragar a surpresa e a descoberta do leitor. Escusado será dizer que quero ler mais livros deste autor. Mais não posso fazer senão recomendar a leitura deste livro.


Classificação:
5/5 - Adorei


Nota:
Este livro foi-me disponibilizado pela editora Saída de Emergência em troca de uma opinião honesta




14 comentários:

  1. Oi Isaura!
    Fiquei impressionada como o autor consegue levantar tantas questões de forma tão intrigante. É uma ótima leitura, realmente. A narrativa te prende e os personagens estão ótimos!
    Recentemente descobri que o livro virou filme. Quero ver se consigo assistir durante o fim de semana...
    Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Bianca,
      Obrigada pelo comentário :)
      Sim é um livro excelente, com diálogos fascinantes.
      Aconselho vivamente!
      Também vou tentar ver o filme.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  2. Olá, Isa. Já li este livro há uns bons anos (tenho-o inclusive na minha estante) e recordo-me de que é uma leitura bastante agradável, fluída e que conquista mesmo têm um trauma com a filosofia desde os tempos do ensino secundário (como eu ;) )
    Ainda bem que gostaste!
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana,
      Eu até gostei bastante de filosofia, por isso ter gostado deste livro :) mas também gosto de livros filosóficos q.b. :)
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  3. Ois,

    Bem já tinha este livro como livro a comprar, mas se o vir na feira do livro a bom preço vou comprar, garantido.

    A SDE tem livros muito interessantes só temos que os descobrir e apostar ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,
      Sim compra que é um bom investimento. Espero que gostes :)
      Estou a descobrir excelentes livros na SDE :)
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  4. Olá Isaura
    Não conhecia mas fiquei muito curiosa.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara,
      É um excelente livro. Espero que gostes.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  5. Olá Isa,
    Deixaste-me muito curiosa com este livro. Estou a ver que tenho mesmo que o ler em breve =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Ainda bem que te despertei a curiosidade :) Espero mesmo que gostes.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  6. Por acaso tenho esse livro na minha to-read list das minhas Crónicas de uma Leitora Compulsiva e depois dessa review, parece que vale mesmo a pena :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Sim é um livro que vale muito a pena.
      Espero que gostes. Fico curiosa com a tua opinião :)
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  7. Maravilhoso livro de introspeção. Li a entrevista na revista Sábado sobre este autor "Irvin Yalom". Com alguma idade, e muita sabedoria, e sempre com muita vontade de escrever algo de que possamos retirar alguma lição. Sempre e sempre, temas relacionados com a morte, e o nosso medo de enfrentá-la. Morte é um mistério no mundo Ocidental.
    O princípio da psicoterapia, e o muito que uma boa comunicação nos tem a ajudar! Leiam.... e leiam.
    Com toda a certeza, irei seguir este autor.... até ao FIM!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigada pelo comentário :)
      É um autor que gosto bastante. Os livros deles são de facto fantásticos.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar